18
Jul
07

“Yïn&Out” – Entrevista


jmp.jpg

Dedicada à mulher e às várias dimensões da sua imagem, esta exposição é o resultado de uma certa perspectiva desenvolvida por José Maria Pimentel nas suas viagens por algumas cidades europeias.

Nesta entrevista, abordámos o tema central desta exposição, tentámos descobrir como é que a Arte ocupou o lugar das Ciências, quais são os seus conceitos como fotógrafo, e como é que foi fotografar o mundo de passagem, numa volta em 80 dias.

Cliquem aqui para ouvir a entrevista

 

Links: http://www.pbase.com/sakafoto

 

Em exposição no Tubo d’Ensaio até 10 de Agosto

jmp2.jpg“Este conjunto de fotografias resulta, em boa parte, da minha obsessão pela mulher: pela sua graça, as suas formas, o seu movimento, o seu erotismo…

Talvez, aquilo que mais me tenha despertado a atenção, seja a forma como por vezes são capazes de transcender o reduzido espaço de uma montra ou de um painel publicitário para, através de simples jogos de luz ou outros, saírem para a rua de maneira virtual e enigmática e aí, podermos ter o privilégio de as admirar sem que o nosso olhar agite o seu, sempre imperturbável e sem pudor.

Chamou-me também a atenção o facto de, tal como nas mulheres reais, a sua aparência, o seu estilo, a sua atitude, não ser a mesma em Paris, em Londres, em Madrid ou em Lisboa.

São encontros que continuam a fascinar-me cada vez que visito uma nova cidade.”

 

“Um corpo nu em plena rua. Um olhar provocante dirigido a milhares. Silhuetas que habitam o lado de lá do vidro de uma montra. Uma simples imagem… de mulher.

Por toda a parte o cenário do quotidiano é povoado por presenças indiscretas, por toda a parte espreitam olhares, rostos, curvas femininas.

São geladas ao toque, indiferentes aos olhares mais curiosos ou aos comentários que se lhes dirigem.

São imagens de alguém ou simples representações de arquétipos, imóveis, alvos de intervenção alheia à qual permanecem igualmente indiferentes…

Impõem-se, por entre a noite, o tráfego, a correria diária que aliena tudo e todos.

O simples facto de as vermos torna-as quase reais. Quando as vemos passar, ou quando passamos por elas. O que dizem, o que vendem, o que anuncia o seu corpo desta vez? Nada, talvez. Por vezes é nada.

São meras imagens que surgem, que se fundem com o cenário em presenças inquietantes, ou que nos fazem lembrar algo.

Cada uma delas pertence a uma história, a um passado que se adivinha, têm uma personalidade mutante, que se acentua quando as observamos atentamente e cambia consoante o observador.

É nesta existência aparentemente passiva que entram em diálogo inesperado com o que as rodeia, fazem duvidar de que lado se encontram… São observadas, ou observam?”

José Maria Pimentel

 


0 Responses to ““Yïn&Out” – Entrevista”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


I moved | Mudei-me

140char

Sharks patrol these waters

  • 128,715 nadadores|swimmers
who's online

Add to Technorati Favorites

View my FriendFeed



Twitter

Add to Technorati Favorites Creative Commons License

Naymz | LinkedIn

View Alex Gamela's profile on LinkedIn

View Alex Gamela's page at wiredjournalists.com


Videocast

a

Ouçam o meu podcast AQUI | Listen to my podcast HERE |


My del.icio.us

Use Open Source

LastFM

 

Julho 2007
M T W T F S S
« Jun   Ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

%d bloggers like this: