Posts Tagged ‘utad

22
Set
08

NOVO: COMUNICAMOS.ORG

O João Simão é docente na UTAD e relançou o site Comunicamos, um projecto que vivia das colaborações dos alunos do curso de Comunicação mas que “está agora aberto a todos e a outras universidades”, segundo as palavras do próprio. Eu e o João estamos a desenvolver uma outra ideia inserida no Comunicamos, da qual falaremos em breve. Para já, um dos projectos em curso é a  ccpedia, que procura  “Reunir no mesmo espaço informação sobre teorias, autores, conceitos” sobre jornalismo e comunicação.

Visitem e participem.

Novo endereço, nova estrutura, novos conteúdos e mais projectos são à primeira vista as grandes alterações do COMUNICAMOS.

O COMUNCAMOS não é mais um blog ou um rede de blogs. Com o amadurecer do projecto e com o investimento no espaço e domínio o blog passa a uma plataforma de apoio e criação de projectos on-line fazendo do COMUNICAMOS um laboratório de comunicação.

Os conteúdos da página principal vão também amadurecer e serão cada vez resultado de reflexões e de investigação/produção própria.

PROJECTOS…

http://ccpedia.comunicamos.org

ccpedia_site1A CCPÉDIA é a enciclopédia livre das ciências da comunicação. Nesta plataforma todos têm a possibilidade de editar artigos e de dar o seu contributo para o crescimento de uma enciclopédia que pretende reunir informação de todas as áreas das ciências da comunicação.

Reunir no mesmo espaço informação sobre teorias, autores, conceitos, etc., seria uma tarefa impossível para uma pessoa ou mesmo para um grupo pequeno de pessoas. Mas a CCPÉDIA é uma plataforma livre e colaborativa onde todos aqueles que estudam e investigam a área da comunicação podem participar.

O princípio e a plataforma são os mesmos da conhecida wikipédia. A diferença reside que neste espaço o tema é restrito às ciências da comunicação incluindo todas as áreas como o jornalismo, relações públicas, publicidade, marketing…

Continue a ler ‘NOVO: COMUNICAMOS.ORG’

02
Jun
08

Entrevista:”Os jornais e os blogs – amor e ódio”

Depois de ter dado uma entrevista a duas alunas da UTAD sobre o Twitter, desta vez foi outro aluno, o Rui Pinto, a pedir a minha opinião sobre a relação entre os blogs e os jornais. Estas foram as minhas respostas.

Qual é a relação dos Blogs com o Jornalismo?

Acho que a relação não é entre os blogs no geral e o jornalismo, a questão é mais restrita do que isso: é entre alguns bloggers e a maioria dos profissionais do Jornalismo. O facto de haver bloggers com acesso e a divulgarem informação com importância para o público e que podem constituir notícia, está a causar algum embaraço a alguns jornalistas que, ou não têm acesso a essa informação, ou não a podem usar por não a poderem confirmar junto dos sujeitos principais dessa informação. O mal estar existente surge da impunidade que alguns jornalistas atribuem aos bloggers, dizendo que não têm obrigações éticas na sua actividade, e podem publicar informação que nunca seria publicada num orgão de comunicação, já que o tratamento jornalístico que é exigido para tal impediria isso.
No entanto, têm sido vários os casos em que as informações que partem dos blogs dão azo a notícias de destaque, como na história do diploma do Primeiro Ministro José Sócrates, que se transformou por si só numa notícia. Esta “inveja” dificulta as relações entre jornalistas e bloggers, mas creio que o principal problema deve-se à postura dos jornalistas, que não conhecem a internet, e muitos não sabem sequer o que se pode fazer com um blog, e muitas vezes confundem o que é uma plataforma de gestão de conteúdos com algo que consideram irrelevante, que é a expressão do cidadão comum, que pode assumir as mais variadas formas, desde o humor à exposição da intimidade, ou a partilha e divulgação de conhecimentos especializados.
Pessoalmente acredito que os blogs vieram pôr a nu as fragilidades do jornalismo, que é feito por pessoas que são obrigadas a ser versáteis em vários assuntos sem serem realmente especialistas, que têm hábitos e vícios profissionais que os tornam fechados sobre si mesmos. E como há bons e maus jornalistas, há bons e maus blogs. Os blogs vieram democratizar a distribuição da informação e de opiniões de pessoas que antes não tinham expressão, e isto desequilibrou uma ordem que era natural (ou se calhar não). O mensageiro quando entregava as mensagens não era obrigado a entrar em discussão sobre os comos e os porquês, e agora toda a gente os pode interpelar, comentar. O jornalismo como profissão de narcisistas devia sentir-se feliz por agora haver diálogo, pois agora são um ponto fulcral na distribuição de informação, que passou a ter dois sentidos. Não percebo o drama, sinceramente.

Qual foi a evolução dessa relação ao longo do tempo?

Os blogs tiveram o seu boom há cerca de 8 anos, numa altura em que os eventos e as facilidades tecnológicas permitiram isso. E como os early adopters normalmente são pessoas com capacidades e conhecimentos, houve uma série de bloggers que se tornaram referências devido à qualidade dos seus textos e opiniões. Quer se goste ou não dele (e descontando a sua limitação do ponto de vista tecnológico) o Abrupto do Pacheco Pereira é dos melhores exemplos disso: uma figura mediática relacionada com a política portuguesa começou a agitar tanto o meio político português como os meios de informação com as coisas que escrevia. Mas é um caso particular, já que a maioria da blogosfera é perfeitamente anónima, e não tem interesse nesse tipo de informação, pelo que a distância entre blogs e jornalismo sempre foi grande. No entanto houve sites de jornais que abriram espaços para blogs convidados, ou mesmo de utilizadores, mas cuja qualidade e aproveitamento dessa informação é reduzida, e mal gerida. Abriram as portas para uma coisa que não compreendem e que encaram como moda, por isso têm que ter. Felizmente nem todos os casos são assim, mas não se pode dizer que tenha havido uma grande evolução, creio.

Os Jornais já levam os Blogs a sério?

Os jornais só levarão os blogs a sério quando se deixarem de levar demasiadamente a sério. A distribuição de informação está democratizada entre certos grupos da sociedade, mas não estará em competição directa com os meios tradicionais de comunicação se eles cumprirem a sua obrigação, que é informar o público de forma isenta e responsável. Além disso têm muito que aprender com os blogs, especialmente na parte de ouvir quem os lê.

Continue a ler ‘Entrevista:”Os jornais e os blogs – amor e ódio”’

11
Fev
08

Aluna da UTAD vence prémio da UNESCO

O curso de Comunicação e Multimedia da Universidade de Trás-os-Montes(UTAD) voltou a dar cartas e tem mais uma referência de peso: Diana Carvalho ganhou um concurso sobre o Planeta Terra, promovido pela UNESCO, com uma animação que alerta para os problemas ambientais. Eu já sigo o blog e as actividades do curso de Ciências da Comunicação, e cada vez mais o recomendo (apesar de ter tirado o curso noutro sítio). Parabéns para a Diana. Como dizia a notícia da SIC, “o melhor de tudo são mesmo as portas que se poderão abrir no mercado de trabalho com um currículo com a marca da UNESCO.”



I moved | Mudei-me

140char

Sharks patrol these waters

  • 131.689 nadadores|swimmers
who's online

Add to Technorati Favorites

View my FriendFeed



Twitter

Add to Technorati Favorites Creative Commons License

Naymz | LinkedIn

View Alex Gamela's profile on LinkedIn

View Alex Gamela's page at wiredjournalists.com


Videocast

Top Clicks

  • Nenhum

a

Ouçam o meu podcast AQUI | Listen to my podcast HERE |


My del.icio.us

Use Open Source

LastFM

 

Abril 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930