28
Abr
08

Por uma Ecologia Informativa | For an Information Ecology


//www.internetactu.net/wp-content/uploads/2008/04/twhirl-mania.png" não pode ser mostrada, porque contém erros.

Quantas aplicações estão a usar neste exacto momento? Quantos serviços de comunicação online estão a dizer que têm uma mensagem nova no vosso ecrã? Quanto tempo perdem na net? Quanto desse tempo é realmente produtivo? Estes são alguns dos problemas levantados neste fantástico texto que alguém devia traduzir (não olhem para mim, o meu francês não é assim tão bom).

Como poderemos melhorar o nosso ambiente informático e a qualidade do tempo que passamos nele?

How many applications are you using right now? How many online communication services are notifying you on your screen about a new message? How much time do you spend on the web? How much of that time is really productive? These are some of the issues raised in this fantastic text that someone should translate (don’t look at me, my french is not that good).

How can we improve our digital environment and the time we spend in it?

Pour une écologie informationnelle

On pourrait faire le tour des technologies que nous utilisons chaque jour et voir, pour chacune, combien elles sont restées frustes. Combien les liens entre elles sont demeurés inexistants. Entraînés dans l’innovation constante, nous semblons oublier de rendre plus aisément exploitables les innovations passées, y compris les plus utilisées. Bien sûr, de nouveaux outils font leur apparition, ajoutent des couches supplémentaires d’utilisation, permettent des traitements inédits. Mais ils s’ajoutent à la surcharge informationnelle, ils croissent au-delà des capacités cognitives d’un internaute moyen, c’est-à-dire d’une personne qui ne passe pas toute la journée en ligne. Oui, les vrais gens n’ont pas le temps pour utiliser les médias sociaux, clame avec raison Sarah Perez du ReadWriteWeb. “Selon le temps qu’on est capable de passer, on joue un rôle différent sur le réseau”, explique Nina Simon, à l’origine de cette réflexion, distinguant les participants (qui passent 1 à 5 heures par semaine sur les sites sociaux), des fournisseurs de contenus (5 à 10 heures), aux animateurs de communautés (10 à 20 heures). A croire que nous sommes capables d’inventer des outils si consommateurs de temps, que seul le temps passé sera bientôt capable de distinguer les utilisateurs les uns des autres.

Pour une écologie informationnelle


AddThis Social Bookmark Button


5 Responses to “Por uma Ecologia Informativa | For an Information Ecology”


  1. 1 twentysth
    28 de Abril de 2008 às 9:37 pm

    neste momento tenho ligados o MSN, o Gtalk, o Skype, o Twhirl e o Outlook. Algumas páginas do firefox e dois ou três chats abertos (com volumes de conversa inconstantes).

    perco (e a escolha do verbo é intencional) muitas horas online – ainda que espaçadas ao longo do dia. Diria que mais de metade do tempo que gasto online é tempo desperdiçado. Mas há uma percentagem que é produtiva e essa não é de descartar também na estatística🙂 com tanta coisa à disposição, a dispersão é o caminho mais fácil e, como tantos, sigo esse caminho todos os dias… :S

    o texto está muito interessante.🙂

  2. 28 de Abril de 2008 às 10:06 pm

    É não é? Aqui é o MSN, Skype, e o twhirl quando estou para twittar; para o email tenho o thunderbid e o gmail que me dão nota de mensagens novas através de dois plugins no firefox; mais plugins- inforss, que me dá feeds em rodapé; twitterfox para ir seguindo os twitters; Amung.us para ver quando me visitam o blog e de onde; barra do stumbleupon; Morning Coffee para me abrir logo uma série de separadores- stats do blog, Alltop e Googlereader (nunca tenho menos de 5 abertos ao mesmo tempo); depois tenho o google desktop que me dá feeds de montes de sites e blogs que não sigo no google reader(ao todo regularmente devo ver coisas de cerca de 50 sites diferentes, mas acabo sempre por ler os mesmos 15); e acho que ainda me estou a esquecer de algumas aplicações de gestão de favoritos, que devem estar já perto dos mil…
    Devo estar inscrito em 3 sites sociais típicos (hi5,myspace,facebook), mais uns profissionais: mediageeks,naymz,linkedin; estou inscrito em sites funcionais como o youtube,blip.tv, feedburner, aí uns 15; tenho este blog, o site, a versão inglesa do site, o site do portfolio, mais a página do podcast; fora o del.icio.us,digg,reddit…
    Olhando para isto, não é à toa que não faça nada depois das 10 da manhã que é quando toda a gente se conecta.Acho que vou fazer um post disto tudo….:s. E tenho a certeza de que me esqueci de coisas.

    O que eu gostava era que me traduzissem este post, porque é muito bom.

  3. 3 twentysth
    28 de Abril de 2008 às 11:17 pm

    Sabia que me tinha esquecido de qualquer coisa… Os RSS feeds, claro.

    Apaguei o meu hi5 há vários meses e devo ser a única pessoa do mundo que não tem facebook nem linkedin (por nenhuma razão em particular, só porque não). estou no mediageeks, no bookcrossing, no delicious, no last.fm, no youtube e em mais um ou outro site de que agora não me lembro. Tenho o blog, que actualizo com mais ou menos regularidade e uma série de blogs e sites que consulto diariamente (com uma regularidade que pode até ser preocupante).

    Já percebo porque disseste que estavas assustado. Eu também. Agora não estou a trabalhar mas quando estava na redacção lembro-me de pensar coisas como “vou só ver mais este site e este e depois escrevo os textos”. não preciso de dizer que “este e este sites” se transformavam em horas de fraca produção…

  4. 29 de Abril de 2008 às 9:33 am

    Procrastinar é a palavra de ordem…por acaso quando trabalhava na rádio e fazia uma recolha de notícias pela net, era muito fácil, já que toda a gente usa a mesma fonte: Lusa. Mas isso é outra guerra.
    De qualquer forma, agora fiquei interessado em aprofundar o assunto, vou ver como as coisas correm de tarde. Isto deixou de ser “surfar a net” há muito tempo, passou mais a “descer uma encosta cheia de obstáculos numa bicicleta sem travões”.Divertido e imparável, mas com possíveis graves consequências.

    Obrigado pelos comentários😉

  5. 5 paulo dâmaso
    29 de Abril de 2008 às 5:38 pm

    twentysth, não és a única no mundo a não ter facebook nem linkedin. Eu próprio não tenho e acho que nunca vou ter. Tenho hi5, msn, my space, um blog, estou inscrito no youtube, e pouco mais! Há tanta oferta que, digo eu, até chateia! looool


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


I moved | Mudei-me

140char

Sharks patrol these waters

  • 128,734 nadadores|swimmers
who's online

Add to Technorati Favorites

View my FriendFeed



Twitter

Add to Technorati Favorites Creative Commons License

Naymz | LinkedIn

View Alex Gamela's profile on LinkedIn

View Alex Gamela's page at wiredjournalists.com


Videocast

a

Ouçam o meu podcast AQUI | Listen to my podcast HERE |


My del.icio.us

Use Open Source

LastFM

 

Abril 2008
M T W T F S S
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

%d bloggers like this: