Arquivo de Junho, 2007

30
Jun
07

“Ajudem o meu bébé a viver”|”Help my baby live”

help-my-baby-live.jpg

Um casal criou um site onde pede 50.000 dólares para criar o seu futuro bébé ou então aborta. Fraude ou Realidade ? Entrevistámos o dono da empresa que aloja o site.

_________________________________________________________________

A couple created a website where they ask for 50.000$ to raise their infant, or else they’ll go for abortion. Scam or reality? Interview with the webhost.

(go to english version)

 

Pode ser verdade…

Resume-se a isto.Se não conseguirmos juntar os 50.000 dólares nos próximos 3 meses,nós teremos que nos decidir por um aborto.” É desta forma que um casal se justifica no seu blog, ao pedir dinheiro para criar o seu (possível) futuro filho. “Como acontece a tantos jovens casais, a minha namorada e eu vimo-nos confrontados com a decisão de ter uma criança, e não temos a certeza do que fazer(…)Fizemos alguns cálculos, e acreditamos que, para conseguirmos ter um bom ambiente para o bébé,precisamos de 50.000 dólares.Isso dá-nos para uma entrada para uma casa decente, arranjarmos um carro fiável, permite-nos poupar para as propinas da universidade do bébé, cobrir quaisquer despesas médicas(ela não tem seguro), e dá-nos alguma margem enquanto ela não trabalha.Ela é a namorada.
Quem contribuir concorda com alguns termos e condições:o dinheiro é dado sem perspectivas de devolução ou de dedução nos impostos,nunca se saberá a quem foi dado, e,quem violar estas regras,pagará 25 mil dólares. “Compreendam que você está a dar-nos o dinheiro, sem obrigação alguma da nossa parte. Queremos mantermo-nos anónimos, pelo nosso bem estar e do da criança, se tivermos uma.“Mas quem dá dinheiro não tem direito nem a uma foto do bébé?”Nós não vamos contactá-lo, não vamos divulgar fotografias, nem fazer actualizações sobre a nossa situação.
A 79 dias do fim do prazo, este casal -que se diz “bem educado e inteligente“- já tinha juntado 12.500 dólares. Após esse período,eles, o site (e o dinheiro) desaparecem.

De acordo com alguns sites, isto não é um site real e chegaram mesmo a atribuir a sua autoria a Matt Schiros, um antigo estudante da Universidade de Pittsburgh que já tinha criado problemas com um outro site. Matt abandonou entretanto a universidade, tem agora 25 anos, e é dono da Invisihosting.com, a empresa que detêm o servidor onde está alojado o Helpmybabylive.com. Consegui entrevistá-lo, e para além de mais informações sobre a autoria do site, ele partilhou connosco as suas experiências e perspectivas sobre a liberdade de expressão.

1-Qual é o verdadeiro objectivo do helpmybabylive.com?

 

Tens que perguntar aos criadores. Não sei se é a sério ou uma piada, gostava de me ter lembrado disto. Os mails de ódio que recebo sobre o site são fantásticos e sou apenas o dono do servidor. As cenas que eles recebem devem ser incríveis.

 

2-Que reacções tens recebido? E dinheiro?

 

Não vou comentar sobre o dinheiro, isso é um assunto do meu cliente. As reacções são geralmente negativas, e caem em três categorias. Na primeira, que nem é má de todo, apenas dizem “isto é nojento,doentio, demente, etc..”. A segunda, que já é má e está relacionada com as razões porque fundei a InvisiHosting, é “devia fechá-los”. A terceira é uma variação de “eu denunciei-vos ao FBI / eu espero que sejam enrabados na prisão”. O tipo de coisas que seriam esperadas num site desta natureza.

 

3- O que é que aconteceu depois do incidente com o AmIBlackorNot.com, a Universidade de Pittsburgh de alguma forma interferiu com o teu percurso?

 

A Universidade de Pittsburgh abandonou completamente todas as responsabilidades que tinha para comigo, como estudante, nesse assunto. Apesar de ter recebido INÚMERAS ameaças de morte por causa disso, eles não só chamaram a polícia do campus para me investigar e perseguir, mas também chamaram a divisão de crimes de ódio do FBI! A Universidade iniciou depois os seus próprios processos contra mim, e foi quando chamei a ACLU (American Civil Liberties Union) para a questão. Em nenhuma altura eles defenderam os meus direitos de discurso livre e liberdade de expressão, em nenhuma altura eles mostraram algum tipo de compreensão por uma merda de um miúdo de 19 anos que era um dos seus clientes pagantes, e em nenhuma altura do processo foram minimamente úteis para mim. Tenho a certeza que foram prestáveis para outras pessoas depois de mim, apesar de tudo.
Lembrem-se, tudo o que fiz no no assunto do AmIBlackOrNot.com foi criar um site. Eu rejeitei explicitamente a ideia de que o site era racista, e repetidamente tentei explicar a minha crença que o humor é a melhor maneira de destruir o poder pernicioso contido nos estereótipos.É como alguns pretos argumentam que usando a palavra “nigger” , eles retiram o poder que tem como palavra de ódio. Eu não estou a “remover” o conceito de esterótipos raciais, mas estou a torná-los menos potentes.

 

4-Que tipo de resultados retiraste dessa experiência?

 

Bem, decerto reforçou o meu amor à liberdade de expressão. Eu sou como um miúdo em muitas maneiras, nada mais me faz querer tanto uma coisa como ter alguém a dizer que não a posso ter. Também aprofundou a minha desconfiança nas instituições, e desvalorizou o sistema universitário a meu ver.

 

Houve também coisas positivas. Vê, a cena toda sobre o livre mercado de ideias é que estás exposto a coisas que de outra maneira não estarias. Por isso, ao entrar nele, eu tinha os meus argumentos para o AmIBlackOrNot.com até certo ponto, mas confrontar-me com o hate mail e toda a merda das instituições em meu redor obrigou-me a refinar esses argumentos, melhorá-los, e chegar a uma posição mais racional e lógica, à qual de outra forma nunca teria chegado.

 

Nós não ganhamos nada em estarmos sentados a pensar em como estamos certos, e ninguém tem capacidade para adivinhar todos os argumentos que um opositor pode ter. Sites como o AmIBlackOrNot, HelpMyBabyLive, estimulam a discussão numa senão dócil massa de pessoas que se vão entusiasmar mais com a última cena da Paris Hilton do que com o facto do Governo lhes comer 35% dos seus rendimentos.Claro, algumas pessoas ficam lixadas, mas FALAM. Alguém desafiou os seus conceitos e obrigou pelo menos alguns deles a articular as suas ideias em vários assuntos.

 

5-Porque é que o fazes?

 

1.) Acho que é hilariante. A sério. Eu não faço um site a não ser que ache que seja uma boa piada, o que é o que me lixa por não me ter lembrado de fazer o HelpMyBabyLive.

 

2.)Ler acima. Acredito que é necessário avançar o mercado das ideias. É preciso injectar-lhe novos conteúdos, agitar um pouco as águas.

 

3.)Sou um cabrão egocêntrico, e gosto da atenção.

 

6- Os campus universitários americanos reflectem de alguma forma a sociedade americana?

 

Credo não. Os campus estão tão distanciados do resto do país que nem tem piada. É simultaneamente uma coisa boa e má. É boa porque as pessoas nas universidades têm a tendência para ser menos estúpidos e ignorantes do que a população em geral, porque existe ALGUM processo de selecção. Sim, também há idiotas na universidade, mas em menor percentagem.
É má porque, como qualquer outra instituição, as universidades vão ficando isoladas de estímulos externos, por isso acaba-se com pessoas a agir de uma forma tão estúpida como fora dessa Torre de Marfim, mas apenas sobre coisas diferentes, como o pós-modernismo e o socialismo.

 

7-Tens outros sites deste género ou estás a planear fazer algum?

 

Eu nunca planeio este tipo de coisas. Normalmente eu estou sentado e tenho uma ideia engraçada que acho que daria um bom site, e vou por aí.

UPDATE

look-at-what-you-made-me-do_1184245790937.jpg

Como foi referido antes, podia ser apenas uma partida. E era mesmo (como seria de prever). No entanto foi de génio.Contabilizaram-se 200 mil visitas. Aguardamos mais comentários por parte do autor do site.

________________________________________________________

As mentioned before, it could be just a prank. And it was (as expected.) However, it was genius. 200 thousand visited. We’re expecting further statements from the website’s author.

 

 

 

 

Continue a ler ‘“Ajudem o meu bébé a viver”|”Help my baby live”’

29
Jun
07

Follow up: Internet Radio Day of Silence

«Com mais de 14 milhões de hits no site «SaveNetRadio» e quase 400 mil chamadas feitas para o Congresso acho que é altura de eles fazerem alguma coisa», afirmou o porta-voz do portal, Jake Ward,em declarações publicadas no «Vnunet». Ler artigo do Sol

______________________________________________________________

“With more than 14 million hits on the SaveNetRadio website and almost 400,000 thousand phone calls made to Congress yesterday in support of the Internet Radio Equality Act (PDF) it is time for Congress to take action.” said SaveNetRadio spokesman, Jake Ward, to Vnunet.

29
Jun
07

“Não o faço!”|”I won’t do it!”

“Mika Brzezinski da Msnbc recusa-se a falar de Paris Hilton no Morning Joe Show”

O que aconteceria se todos os jornalistas tomassem esta atitude? Não seria preciso fazê-lo em directo, mas dentro das redacções. É realmente preciso separar o trigo do joio, o que é do que não é notícia. Consequências desta (re)acção? A seguir atentamente.Mas, como os noticiários já não sobre notícias a sério, provavelmente serão nenhumas. E existe a possibilidade de que tenha sido tudo encenado. Mas não devia.

______________________________________________________________

“MSNBC’s Mika Brzezinski refuses to talk about Paris Hilton on the Morning Joe show.

What would happen if all journalists acted like this? It wouldn’t be necessary to do it live, but inside the newsrooms. We must really separate the tares from the wheat, what is news from what is not.Aftermath for this (re)action? To follow up closely. But, since the news are not anymore about real news, problably nothing. And there’s the chance the whole thing was staged. But it shouldn’t.

29
Jun
07

Your Brother is Watching You

linhaalertainternetsegurapt.jpg

De acordo com o Expresso, Portugal dispõe a partir de quarta-feira passada de um site especializado em segurança on-line, destinado a denúncias sobre conteúdos ilegais na Internet. Inseridos nesta categoria estão sites pedófilos, xenófobos, de violência extrema ou outros que constituam crimes públicos. Não estão especificados os sites que questionam a licenciatura do Primeiro Ministro.

Na China, e também numa notícia do Expresso, fala-se de um fenómeno em expansão, o “Jiu Bu Linn”, que traduzido à letra significa ‘mandados de prisão’. São mensagens de correio electrónico passadas em cadeia, com denúncias de mau comportamento de alguém, onde os recipientes das mensagens se prontificam a “corrigir” ou “punir” o sujeito da denúncia. Espero que se certifiquem primeiro da veracidade da queixa. Esta notícia refere-se ao mesmo, mas é do ano passado.

Sartre tinha razão, o inferno são os outros.

___________________________________________________________

Portugal has since last Wednesday, a website specialized in online security, destined to receive complaints about illegal contents on the Internet. In this category are paedophile, racist, extreme violence or other contents that fall into public crime designation. Blogs that question our PM’s degree aren’t specified.

In China, there’s this expanding phenomenon called “Jiu Bu Linn”, that translated means literally “arrest warrants”. It’s an email chain letter, exposing someone’s misbehavior and where the recipients of the message are ready to “correct” or “punish” the subject of the denounce. I just hope they check the veracity of the complaint. This last year’s article refers to it.

Sartre was right, Hell is other people.

28
Jun
07

Código#14>>>The Twilight Singers

Picture by Sam Holden Neste episódio do Código Desconhecido, vamos falar do percurso de Greg Dulli com os Twilight Singers. Nas pistas para a descoberta desta banda, temos para além da música, o excerto da recente participação de Dulli no programa de Scott Ford, baixista dos Twilight Singers, onde o seu vocalista responde a perguntas dos fãs. A meio do lançamento de uma compilação dos Afghan Whigs e no princípio de gravação de um álbum com Mark Lanegan sob a designação de Gutter Twins, esta é uma boa altura para conhecermos um pouco do trabalho deste músico incontornável. Podem seguir o programa pelo guião.

UPDATE: Devido a problemas no servidor do Podomatic o programa perdeu-se mas pode ser ouvido se clicarem no link seguinte:

Ouvir Episódio #14>>>The Twilight Singers

____________________________________________________________

On this episode of Code Unknown, we’re going to talk about the ways of Greg Dulli with the Twilight Singers. In the clues to discover this band, besides the music we have a clip from the Scott Ford show, bassist of the Twilight Singers, where Greg Dulli answers to some questions proposed by the fans. In the middle of launching a Afghan Whigs compilation, and at the beginning of a recording with Mark Lanegan under the moniker of Gutter Twins, this is a good time to be acquainted with the work of this unavoidable musician. You can follow the show in English, through a translated script.

Listen to Episode#14>>>The Twilight Singers

One Little Indian | fordradio.blogspot.com | littleradio.com | myspace

28
Jun
07

O Processo|The Trial

Faca|Knife

O Primeiro Ministro processa um blogger

Portuguese PM sues Blogger

Artigo/article(pt only)

Garfo|Fork

Blogger processa Primeiro Ministro

Blogger sues Portuguese PM

Artigo/article(pt only)

 

O Tomo da Discórdia|Tome of Contention

27
Jun
07

Revista Video|Video Magazine

A Slate Magazine está online desde 1996. Já ganhou inúmeros prémios graças ao seu espírito mordaz e à atitude de vanguarda, e agora passou ao nível seguinte: é uma webvideozine!!! Quando é que poderei trabalhar num sítio assim?

Slate Magazine is online since 1996. It won several awards thanks to it’s biting spirit and forward attitude, and now has stepped to the next level: it’s a webvideozine!!! When will i work in a place like this?

27
Jun
07

Lama,suor e festa|Mud, sweat and cheers

Os dois primeiros dias do Festival de Glastonbury em todo o seu esplendor de festa, música e lama, num audioslideshow no The Guardian. Para ver aqui.
______________________________________________

The first two days of Glastonbury Fest in all it’s splendor of party, music and mud, in a audioslideshow from The Guardian. Here.

26
Jun
07

Join the Silence

dayofsilence_071.gifO silêncio chegou à rádio online, mas apenas para que esse silêncio não seja definitivo. Novas taxas ameaçam fechar centenas de emissoras.

_____________________________________________

Silence has come to internet radio, but only to keep it from being forever. New taxes threaten to close down hundreds of webcasters

 

Não será propriamente em silêncio, mas o dia de hoje é uma amostra do que será a rádio online, caso a Copyright Royalty Board(CRB) consiga estabelecer novos valores para os royalties e direitos de emissão de música. Muitas webradios não passam música hoje, e em vez da programação habitual estão a emitir mensagens a explicar as razões deste protesto. A CRB exige o aumento da taxa em 300% e o pagamento de retroactivos – a contar de 1 de Janeiro de 2006- o que, segundo os representantes das rádios online, os levará à falência. Kurt Hanson, editor da RAIN e um dos líderes deste movimento, explicou que “esta decisão deu às editoras uma taxa superior às receitas dos webcasters”. As contas para este desfecho podem ser vistas aqui, juntamente com uma pequena lista de rádios participantes. Jake Ward, porta-voz do grupo de pressão SaveNetRadio Coalition, disse “Eles estão a matar a galinha dos ovos de ouro.”

Mais do que a sobrevivência de algumas empresas, está também a divulgação de música alternativa e independente, que tinham nas webradios as suas principais montras.

Links: Press Release | RAIN | 3wk | KCRW | Remixtures | Outra opinião

__________________________________________________________

Not exactly in silence, but today will be a sample of what internet radio will be if the Copyright Royalty Board(CRB) manages to set new values to royalties and broadcasting rights. Several web radios aren’t playing music today, and instead their usual broadcasts they’re reading messages explaining the reasons for this protest. CRB demands a tax increase of 300%, and the payment of retroactives – starting from January 1st, 2006- which, according to online radio representatives, will lead them to bankruptcy. Kurt Hanson, RAIN editor and one of the leaders of this movement,explained that “the Copyright Royalty Board has given record companies a rate that exceeds most Webcasters’ total revenues”. The math is shown here, along with a small list of participating radios. Jake Ward, a spokesman for the lobbying group SaveNetRadio Coalition , said on Monday. “They’re killing the Golden Goose.”

More than the survival of a few companies, the diffusion of alternative and independent music is also at stake, since they have in internet radio one of it’s major windows.

Links: Press Release | RAIN | 3wk | KCRW | Another Opinion

25
Jun
07

Anonimato na Net|Net Anonimity

Duas histórias diferentes sobre o anonimato dos utilizadores na Internet | Two different stories about Internet users anonimity

(go to english version)

anonymoussmall.jpgNa primeira, a Google ameaça fechar a sua versão alemã do Gmail, caso o Bundestag aprove uma lei para banir contas de email anónimas, numa tentativa de combater o terrorismo. A Google defende que os utilizadores necessitam desse anonimato, e caso não o possam ter na Alemanha, eles irão voltar-se para servidores no estrangeiro. Mas é preciso ver que a Google está a desenvolver uma campanha de relações públicas, para esclarecer que a sua própria recolha de dados dos seus utilizadores não é também uma ameaça à privacidade.

Na segunda história, questiona-se até que ponto a administração de um site tem responsabilidades sobre conteúdos difamatórios deixados por utilizadores anónimos. Duas estudantes de Direito da Universidade de Yale estão a processar o fórum AutoAdmit.com, auto-intitulado “o mais prestigiado fórum universitário do mundo” mais alguns dos seus utilizadores, por comentários difamatórios e ameaças sexuais, dirigidas a elas. Segundo as queixosas, esses comentários provocaram-lhes danos morais, psicológicos e financeiros, já que chegaram mesmo a perder estágios de Verão em firmas de advogados, que ao pesquisar o nome das candidatas na net, deram de caras com esses posts. A administração do site diz não ser responsável pelo conteúdo das mensagens que alberga, e que não guarda os IP’s dos seus utilizadores de forma a preservar o seu anonimato,mas vai ser também processada por um dos seus operadores se ter recusado a remover os posts referentes às duas queixosas, embora tenham a regra de remover comentários onde haja uma identificação específica de alguém. A sua defesa baseia-se na Primeira Emenda da Constituição americana, e nos seus princípios sobre a liberdade de expressão. Muito provavelmente, o AutoAdmit.com não sofrerá consequências de maior, no entanto este caso trouxe à tona a discussão sobre os abusos cometidos contra terceiros por parte de vozes anónimas. Vejam alguns exemplos retirados do fórum:

The Chinese have finally overthrown the Jew | why is Dr. Troy a retarded cunt all the time? | The Members of this Forum want ALL NIGGERS DEAD

Continue a ler ‘Anonimato na Net|Net Anonimity’




I moved | Mudei-me

140char

Sharks patrol these waters

  • 121,024 nadadores|swimmers
who's online

Add to Technorati Favorites

View my FriendFeed



Twitter

Add to Technorati Favorites Creative Commons License

Naymz | LinkedIn

View Alex Gamela's profile on LinkedIn

View Alex Gamela's page at wiredjournalists.com


Videocast

Top Clicks

  • Nenhum

a

Ouçam o meu podcast AQUI | Listen to my podcast HERE |


My del.icio.us

Use Open Source

LastFM

 

Junho 2007
S T Q Q S S D
« Mai   Jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.